Insígnia




















Insígnia

Íntimo
jardim de flores raras
por onde há pouco
passavam cantigas
alagoanas do século passado.
Descolada do corpo
tanta memória
que me afogo
em rios secos
e em lagos de águas passadas.
Ainda ouço
a velha voz iconoclasta
na varanda:
“Quebra tudo e vamos se embora”.


Comentários

Postagens mais visitadas