A última encomenda da noite incompleta




















Separei todas as sílabas do silêncio,
envolvi em papel de ausências da noite mais funda
e despachei tudo num trem fora dos trilhos
para a última estação lá no fim do mundo.
Quando o silêncio mais longínquo
multiplicar a distância,
ampliando o deserto da linguagem
até à surdez mais espessa,
não existirá caminho algum
para a esperança.

Comentários

Postagens mais visitadas