Pequena ascensão

Egon Schiele

















Pequenos planetas líquidos na pele
entre peito e pélvis
gotas de suor de sexo exausto
nas cinzas do corpo em êxtase
o cálice vazio
derramadas todas as intimas mentiras
do amor
no lençol de algodão egípcio
a chuva intensa lava a paisagem
na janela
e nós aqui dentro nos braços da preguiça
às três da tarde
delícia mais extensa
tão densa
que escapamos de nós mesmos
e ficamos suspensos
numa nuvem imensa
à deriva
a pulsação em descenso
o bom senso longe da vida.

Comentários

Postagens mais visitadas