terça-feira, 18 de abril de 2017

Travada

Takashi Fukushima




















Relógios queimam os minutos
no pulso,
acendem um olhar de alarme
na fumaça que sobe do corpo,
onde o tempo é cremado,
para a memória,
onde a vida não se guarda.
Não se pode ver em detalhes
a flor e a perda de pétalas
fugazes
segundo a segundo,
apenas flashes.
A memória trava.
O coração trava.
A língua trava.
Já não ficamos na ponta dos pés.

Cica dos oitis

Cica dos oitis      Um contrassamba para Hélio Oiticica O sol cica dos oitis seca redundância um gole de parangolé pin...