sexta-feira, 24 de março de 2017

Fio de mel

Kazuo Okubo





















fio de mel
foge
do céu da boca
cai
na aréola em favo do seio
ainda vivo
o fio
desfeito
em gotas
logo
recompõe-se
o fugidio
fluxo
afoito
com a língua
aberta
faminta
insana
no leito-colmeia
onde o mel
alimenta
a matilha

Cica dos oitis

Cica dos oitis      Um contrassamba para Hélio Oiticica O sol cica dos oitis seca redundância um gole de parangolé pin...