Federico García Lorca





Poema de Federico García Lorca do livro Divã do Tamarit.

Gazel IX

Do amor maravilhoso

Com todo o gesso
dos campos malévolos,
eras junco de amor, jasmim molhado.

Com sul e chama
dos céus malévolos,
eras rumor de neve em meu peito.

Céus e campos
lançavam correntes em minhas mãos.

Campos e céus
açoitavam as chagas do meu corpo..

Comentários

Postagens mais visitadas