quarta-feira, 22 de março de 2017

Do livro de impossibilidades

Mulher com bandolim, Picasso, 1910




















Do livro de impossibilidades

Não é impossível navegar
em mar sem litoral,
escalar montanha sem sopé
ou topo,
atravessar rios sem talvegue
e margens,
aquecer o corpo em geleiras derretendo-se
nos polos,
passar por pântano sem água, sem mosquitos,
afastar o sol e a lua com um simples sopro,
mudar o caminho dos cometas..

Impossível é você,
meu amor;
intraduzível e inteira..
Impossível o céu em brasa
de corpos
sem lugar ao lado.
Impossível abrigo,
poços, pontes, túneis. 
Tudo desmorona
quando você
não está comigo.


Cica dos oitis

Cica dos oitis      Um contrassamba para Hélio Oiticica O sol cica dos oitis seca redundância um gole de parangolé pin...