Do livro de impossibilidades

Mulher com bandolim, Picasso, 1910




















Do livro de impossibilidades

Não é impossível navegar
em mar sem litoral,
escalar montanha sem sopé
ou topo,
atravessar rios sem talvegue
e margens,
aquecer o corpo em geleiras derretendo-se
nos polos,
passar por pântano sem água, sem mosquitos,
afastar o sol e a lua com um simples sopro,
mudar o caminho dos cometas..

Impossível é você,
meu amor;
intraduzível e inteira..
Impossível o céu em brasa
de corpos
sem lugar ao lado.
Impossível abrigo,
poços, pontes, túneis. 
Tudo desmorona
quando você
não está comigo.


Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas