sexta-feira, 24 de março de 2017

Dez bailarinas mortas




















Dez bailarinas mortas
manchavam a manhã.
Mãos amarradas nas costas,
pernas exaustas de pavor,
arrumadas na última coreografia
da  dança da morte.
Meninas de cabelos presos
e sonhos soltos no palco,
escondiam - num salto - sorrisos
e palavras carregadas de graça,
leveza, poesia, determinação.
Romina, Letícia, Dalva, Bia, Nina,
Laura, Gislaine, Maria, Thaís e Rô
(Marta foi a única que escapou).
Dez bailarinas mortas
manchavam a manhã.

Cica dos oitis

Cica dos oitis      Um contrassamba para Hélio Oiticica O sol cica dos oitis seca redundância um gole de parangolé pin...