Perdido na pista



















Perdido na pista


Na calçada
mas nas nuvens
fora de linha
a caminho
de não me lembro
mergulho no nome impossível
enquanto carros buzinam
no engarrafamento
passagem lacrada
à fantasia
as pessoas normais prontas
para a carnificina
largos passos aéreos
me salvam de insultos
rótulos
enquadramentos
penso em algum poeta morto
em acidente de carro
no colo de velha professora de piano
ando em círculos, é verdade;
a dança ritual
dos que se despedaçam em palavras.


Comentários

Postagens mais visitadas