segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Modo abrasivo




Obra do artista plástico mineiro José Madureira Vasconcellos
















 

 

 Poema do meu último livro, Movimento Suspeito (Urutau, 2016).



Modo abrasivo

Todo passado
imperfeito
se apaga
quando
conjugo
o teu rosto
imperativo
categórico
com olhos
flexionados
no futuro
falacioso
do subjetivo.

Você,
primeira e única
pessoa
de qualquer discurso,
flexiona
nervos e verbos
secretamente
defectivos;
amar,
por exemplo.


Cica dos oitis

Cica dos oitis      Um contrassamba para Hélio Oiticica O sol cica dos oitis seca redundância um gole de parangolé pin...