Domingo, antes de meio-dia



















Domingo, antes de meio-dia

Amor,
pensei que não constava mais nos dicionários.
Daí não sei por que minha mãe a empregava,
os homens foram uma coleção de fracassos
em sua vida.

Procuro no Google
explicações complexas
e teorias secretas,
faço um esforço imenso,
testa franzida,
massa cinzenta em estado terminal,
olhos quase sem vida,
formigamento nas pernas.

Talvez a palavra multiplicada
em tantos poemas
servisse apenas para provocar rimas.
O que, por sinal,
combina muito bem com ruínas.

Algo, no entanto, permanece em todas as suas sílabas
-– as pessoas ainda morrem de anacronia.


Comentários

Postagens mais visitadas