Arrebentação





Arrebentação
  
        "O tempo é um vestígio de eternidade" - Santo Agostinho

O mar é minha pele
salgada e leve.

Azul e alada,
a água pulsa
em onda aguda,
breve,
longa,
espiralada.

Em meus olhos insondáveis
algas  negras anunciam
novas ondas sem água;
vulpinas e velozes
me alagam e me largam
na pele arenosa do fundo
de olhos de naufrágio..

Sonho surfar o invisível.
Pulo ousadia no oceano,
sinto o impulso suicida
de lançar meu nome contra a tsunami,
a desmedida violência vazia
do tempo
e sua matilha de minutos e milênios.

O mar foi meu berço,
também será meu túmulo.

Comentários

Postagens mais visitadas