Regalo


Man Ray. "La femme et son poisson", 1938





















regalo

impossível degustar
o aroma da manhã
páginas não escritas
nublam a descoberta
do sabor
esqueço de desfiar
o fio de azeite
sobre a salada de nuvens
sem óculos
a mesa quase em branco
o cerne do saber
decerto
fora da travessa de cherne
tudo o que se quer
a polpa dulcíssima do teu corpo
do outro lado da mesa
o céu aberto


Comentários

Postagens mais visitadas