Não existe linha de chegada


 














Volto da rua
que volta
a outros tempos
quando tudo
parecia ter futuro
mas se os sonhos
fugiram pelos furos
de velho sapato de couro
desgastado na luta
não me agacho
não procuro desculpas
não reclamo de tempos duros
o caminho
é a extensa linha do que perdemos
e tudo aquilo que ganhamos
é apenas o ponto onde nos encontramos

Comentários

Postagens mais visitadas