Entrelançado













Sempre que aquela voz
atravessava o interfone
algo se agitava
no fim de semana.

Tudo o que eu queria
era aprisionar-me
no intervalo
entre a pressão do dedo
no botão plástico
e o clique da porta
ao abrir-se mecânica
ao prazer ou à tempestade.

Ficar exatamente
com os pés
sobre a expressão welcome
do tapete castanho
como se fosse capaz
de flutuar
entre o que se alcança
e o que não é alcançado.

Comentários

Postagens mais visitadas