Código de passagem



 













Poema do livro Movimento suspeito (Urutau, 2016).

Adestrada
em faixas
na pista
desistiu
de traçar
caminhos.

Onde quer que vá
a vida
de andarilha
esbarra
as omoplatas
em código de barras. 

Comentários

Postagens mais visitadas