Águas minguantes






expulsos
de antigas galerias
por águas
de dissolventes geleiras
e icebergs
os tempos felizes
migraram

o miocárdio
em preto e branco
guarda tênue pulsação
de beijos clandestinos
entre colunas e piso de mármore

ainda pulsa nas pupilas
o último verão antes das nuvens
caírem de tubos de oxigênio


Comentários

Postagens mais visitadas