Capitulação














Era uma manhã cinérea,
de névoa sobre a cidade.
A noite invadia fronteiras,
assim eu via seres e coisas
flutuarem lisérgicos e quânticos. 
Algo doloroso,
egresso das horas escuras,
resistia à retirada.
como se cego fosse ao encantamento
da pulsação acelerada da vida. 
No interior do café
toalhas brancas e torpor
espiavam disposição alheia
e sonhos de dia esplendoroso
enfileirados como times de futebol
ao entrar em campo.

Noite, manhã e névoa,
logo se desmontaram
tábua a tábua
quando alguém
atravessou a porta
e deixou meus olhos 
de joelhos,
fora da órbita
de qualquer razão.

Comentários

Postagens mais visitadas