Volta

Francesca Woodman




















Voltar de viagem
e não caber mais no corpo
habitar o ponto
onde extremos se tocam
ser o rosto que fecha os olhos
e o vulto do outro lado
incapaz de enxergar o limbo
apesar de olhos bem abertos

tanto deixar de ver
e ver-se
que a face escapa do foco
para se instalar no vácuo.


Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas