sexta-feira, 15 de julho de 2016

Antologia do medo

Sobreviventes, Käthe Kollwitz, gravura





















Mais um poema de Sopa & veneno, de 1976.


Antologia do medo

Reunidos em gestos
os medos infames
medindo matizes
de corpos lançados
em espaços limitados
contam decepções
nas páginas dos dias.

Aberta ao sopro do mundo
a coragem é uma farsante.
A ousadia abre-se pela metade
tal como a vida se acaba.
Permanece apenas o medo
e os seus piores silêncios.

Cica dos oitis

Cica dos oitis      Um contrassamba para Hélio Oiticica O sol cica dos oitis seca redundância um gole de parangolé pin...