Infância com spray de pimenta

Escultura de Pierre Matter



















treslendo-me
ontem
se hoje
um poema
não
meninos de rua
apontaria ultra
bazuca
na banda podre
do poder
(como se a outra
não fosse
cloaca pocilga fossa)
miraria fixo
os silicones da lua
que se partiriam
em lâminas-moedas
caindo nas crateras
homoheteroetc
dos homens das cavernas
vermes em missa/batalha campal
o escambau
manada pasto pestilência
fones montados em bikes
limando as unhas da usura
com umbigo de resina
centopeias em promenade
money-vesgas
bárbaras
babélicas
copacabanababescas

cães e crianças na calçada
sujam a paisagem

os vizinhos chamam a polícia



Postagens mais visitadas