Bala de tamarindo




No tempo de menino
o mundo era bem menor
que bala de tamarindo.

O paladar 
ainda soletrava
outros sabores da língua
cega ao dissabor
de saber
que sibilinamente
o azedinho doce
viraria vinagre.

In Anarquipélago. Rio de Janeiro: Ibis Libris, 2013.

Postagens mais visitadas