Café xeque-mate

















Café xeque-mate

Falta-me fôlego,
foge-me o ar no terraço
do café,
vai-se na fumaça
azulada
antes da conta
nas mãos gordurosas do garçom
e de meu olhar entorpecido
cair em falência
na xícara de olhos verdes
sobre a mesa ao fundo
xadrez 
saboroso
na penumbra.


Postagens mais visitadas